Pode viver-se sem circulação monetária?

Knut Wicksell, um grande economista sueco do final do século XIX e do início do século XX, sugeria que sim. Propôs mesmo o objectivo de uma sociedade sem moeda, em que um registo central tomaria nota de todos os rendimentos (do trabalho, dos negócios) e de todos os gastos de cada pessoa, permitindo ainda o recurso ao crédito.

Tecnicamente, um sistema desse tipo seria possível (com grande capacidade de computação e supondo que toda a actividade económica estava ligada a uma espécie de computador a todo o momento). Mas não seria fácil, porque na mercearia teria que haver um terminal informático, como no autocarro ou no café e em todo o lado, para registar toda a despesa de todas as pessoas.

cartoes de credito

Já estivemos mais longe desta utopia: em 2003, nos Estados Unidos os gastos com cartões de crédito ultrapassaram pela primeira vez os gastos em cash e esta tendência poderia indicar que seria fácil (e bem aceite) vivermos com um cartão de crédito que registasse todas as nossas compras numa conta corrente, sem outra utilização de moeda.

Anúncios