Definições de Economia

Economia News

Visão Clássica

Estudo da produção, distribuição e consumo de bens e serviços.

Que princípios devem reger estes processos? O mercado (vontade dos indivíduos) ou o Estado?

J. Stuart Mill

“A Economia ocupa-se do homem enquanto ser que deseja obter riqueza, e que é capaz de julgar a eficácia comparativa dos meios para alcançar esse fim, fazendo inteira abstracção de todos os outros motivos e paixões humanas”.

A Economia observa o homem apenas como um ser que deseja obter riqueza; o homem é um ser dotado de racionalidade, capaz de discernir quais os meios mais adequados para a obtenção de riqueza – RACIONALIDADE ECONÓMICA /EFICIÊNCIA.

Lionel Robbins

“A Economia é a ciência que estuda o comportamento humano como uma relação entre fins e meios escassos com usos alternativos”.

A ESCOLHA é motivada pela ESCASSEZ de meios / recursos passíveis de satisfazer as NECESSIDADES, que são ilimitadas.

Qual a forma mais racional /eficiente de utilizar os recursos disponíveis para a consecução dos fins?

Alfred Marshall

“A Economia é o estudo da humanidade nos assuntos correntes da vida”.

Alarga o âmbito da Economia.

Os “assuntos correntes da vida” estão relacionados com a sobrevivência do Homem, não com questões filosóficas ou metafísicas.

Paul Samuelson (edição original)

“A Economia é o estudo de como as pessoas decidem empregar recursos escassos, que poderiam ter utilizações alternativas, para produzir bens variados e para os distribuir para consumo, agora ou no futuro, entre as várias pessoas ou grupos da sociedade”.

Combina a definição de Robbins e o problema da distribuição.

Refere-se a processos individuais e sociais, pois também a própria sociedade faz escolhas.

“Agora ou no futuro”: poupança – investimento – acumulação /crescimento ou SUSTENTABILIDADE.

Paul Samuelson (16ª Edição)

“A Economia é o estudo da forma como as sociedades utilizam recursos escassos para produzir bens com valor e como os distribuem entre os vários indivíduos”.

Os bens assumem o valor de troca, contrastando com os bens livres, que são bens sem valor (ar, p.e.).

G. Hodgson

“A Economia deveria ser o estudo das relações sociais e dos processos que regem a produção, a distribuição e a troca dos requisitos da vida humana”.

Refere-se às relações sociais e à historicidade da Economia.

Francisco Pereira de Moura

“A Economia é aquilo que os economistas fazem”.

O conhecimento científico produz-se num determinado contexto; o orador legitima o discurso.

A Economia muda historicamente.

Anúncios